Notícias Associadas

CELPA: Marabá ganha nova subestação

26/01/2011
Fonte: CELPA

Neste domingo, 23, a Celpa colocará em operação mais uma subestação, desta vez em Marabá: a SE Cidade Nova. Com obras iniciadas em abril do ano passado, a nova subestação tem capacidade de 30 MVA (megavolts ampére).

Num investimento de cerca de 11 milhões de reais, foram instalados cinco quilômetros da linha de transmissão Itacaiúnas/Itupiranga - Derivação Cidade Nova. Além da construção de dois dos cinco alimentadores programados, beneficiando diretamente cerca de 100 mil pessoas.

Para a construção dos alimentadores, que são redes de distribuição que levam a energia elétrica da subestação até os consumidores, está sendo utilizada uma tecnologia especial, denominada Spacer. Esse tipo de fiação é considerado uma solução para áreas com abundante vegetação, porque possui um revestimento especial que o torna mais resistente ao contato com a copa das árvores, evitando desligamentos intempestivos e reduzindo a necessidade de poda. Outra vantagem é que, por ser compacta, a Rede Spacer ocupa menos espaço.

A obra faz parte do plano de investimentos da Celpa para o período 2010/2014, que prevê a injeção de recursos da ordem de R$ 3,5 bilhões na ampliação e melhoria do sistema elétrico paraense. Dentro desse projeto, a SE Cidade Nova já é a sétima subestação construída pela concessionária no período de um ano. Além dessas, as subestações Curió, no bairro do Curió-Utinga em Belém, e Outeiro estão em fase final de construção e deverão ser as próximas a serem entregues à população.

O diretor de serviços operacionais da Celpa, Fredy Pinho, explica que o plano de melhorias implantado pela Celpa se alinha às políticas públicas de desenvolvimento estratégico do Pará. "As regiões Sul e Sudeste estão entre as que mais crescem no Pará, superando taxas chinesas de crescimento. Por isso, a nova subestação irá melhorar a distribuição do fornecimento de energia para os consumidores atendidos atualmente pela subestação Marabá", analisa Fredy. De acordo com dados da concessionária, a demanda por energia elétrica na região, especialmente em Marabá, acompanha o ritmo de crescimento. “Entre 2008 e 2009, houve um incremento de 9% no mercado de energia de Marabá, mesmo com a crise financeira mundial. Entre os anos de 2009 e 2010, o aumento foi maior ainda, chegando a 9,4%”, revela Fredy.

O plano de investimentos no sistema elétrico do Estado do Pará inclui ainda a construção de mais seis subestações nas regiões Sul e Sudeste. Entre elas as de Tucuruí, Água Azul do Norte, Santa do Araguaia e Parauapebas.



[ topo ]