Notícias Associadas

Eletronuclear: Campanha para coleta de óleo de cozinha chega às vilas residenciais

31/05/2011
Fonte: Eletronuclear

As vilas residenciais da Eletrobras Eletronuclear já estão participando da campanha "Não jogue seu óleo pelo ralo", que visa à coleta e reciclagem do óleo de cozinha usado na região de Angra dos Reis e Paraty. Quatorze postos de coleta foram instalados em Praia Brava, Mambucaba, Vila Operária e Consag.

O óleo é coletado pela cooperativa Disque Óleo, que reverterá parte da arrecadação obtida com a venda do produto para a compra de material escolar para as escolas das vilas. A coleta de Praia Brava beneficiará a Escola Estadual Roberto Montenegro, enquanto que a das demais vilas, a EE Almirante Álvaro Alberto.

A iniciativa já existe faz três anos e conta com a adesão de restaurantes e escolas da região, locais onde foram instalados pontos de coleta. Ela foi iniciada pelo jornal Folha do Litoral, de Paraty, em parceria com a Disque Óleo, o site Paraty.com e a Rede Dlis-Agenda 21, e conta com apoio da Eletronuclear.

A campanha será um dos focos de ação da 9ª Semana Eletrobras Eletronuclear do Meio Ambiente (Sema 2011), que acontece até domingo (5), no Rio e em Angra dos Reis. No sábado (4), às 10h, haverá uma gincana ecológica na Vila Histórica de Mambucaba, em Angra, que contará com a participação de escolas da região. Na ocasião, os participantes vão distribuir folders da campanha aos moradores e um funil para auxiliar na coleta do óleo. Uma exposição sobre o projeto também estará aberta à visitação pública no local.

Produto contamina água e lençol freático

Desde o início da campanha, já foram coletados quase 400 mil litros de óleo de cozinha. Apesar de ser uma quantidade significativa, o montante representa apenas 5% do total jogado nos lixões e ralos das pias da Costa Verde, que acaba sendo despejado na Baía da Ilha Grande. Isso porque as estações de tratamento de esgoto não estão preparadas para receber a enorme quantidade de óleo de cozinha descartada pela população.

Para piorar, um litro do produto contamina cerca de um milhão de litros de água. Mesmo o descarte do material em lixões oferece riscos de contaminação da água, na medida em que pode contaminar o lençol freático. Mas, se a coleta for feita de forma adequada, o destino do óleo de cozinha é outro. Depois de recolhido, é transformado em matéria-prima para a produção de sabão, detergentes, biodiesel, graxas e até ração animal. Para que isso aconteça, o óleo precisa ser guardado em uma garrafa PET e entregue em um dos postos de coleta.

Os postos de coleta podem ser encontrados nos seguintes locais:

Praia Brava
. Supermercado Supermarket

. Clube Náutico de Praia Brava

. Clube Recreativo de Praia Brava

. Associação Amigos

Mambucaba
. Escola Estadual Almirante Álvaro Alberto

. Restaurante Palestrão

. Sorveteria Yopa

. Padaria



[ topo ]