Notícias Associadas

Energisa firma parceria com parque dos falcões

05/06/2013
Fonte: ENERGISA

Assinatura realizada no Dia Mundial do Meio Ambiente

Esta quarta-feira, 05, data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, foi realmente especial para a Energisa. Neste dia, a empresa assinou um convênio de cinco anos com o Parque dos Falcões (localizado no povoado Gandu II, no município de Itabaiana), com o objetivo de promover ações de divulgação e conscientização ambiental, em especial no que tange à preservação de aves de rapina.

A Energisa, através da parceria, custeará toda uma estrutura para promover o recebimento de visitantes, de forma que o Parque se torne ainda mais sustentável, visto que sobrevive de recursos próprios. Serão construídos um auditório (provido de todos os equipamentos necessários para realização de palestras), pórtico de entrada, sala de bilheteria, escritório, copa, lanchonete e loja de ‘souvenirs’, além de mobiliário, TV e acessórios que farão parte de toda a estrutura que será disponibilizada.

Durante a cerimônia de assinatura, realizada no auditório da Energisa, o diretor presidente da empresa, Gioreli de Sousa Filho, ressaltou que “é uma honra para a Energisa o Parque dos Falcões ter aceitado essa parceria, uma vez que ela demonstra de forma muito clara o respeito que a empresa tem pelo meio ambiente. Além disso, o compromisso que direciona o Parque dos Falcões não é de oportunismo, é algo autêntico, que está no sangue dos que fazem a instituição”.

O diretor presidente do Parque dos Falcões, Ricardo Alexandre Correia da Silva, também expressou sua satisfação diante do acordo firmado. “Pela primeira vez uma empresa se interessou pelo trabalho desenvolvido no Parque dos Falcões e chegou a firmar uma parceria. Do mesmo jeito que somos pioneiros com aves de rapina, a Energisa é a pioneira em contribuir com o nosso trabalho”, destacou Alexandre, que também afirma que cuidar dos animais não é uma profissão, mas um estilo de vida.

José Percílio Costa, idealizador do Parque, corrobora a afirmação de Alexandre. Segundo ele, “já chegou gente de tudo que é canto do Brasil, mas ninguém assumiu o compromisso que a Energisa assumiu. A natureza, com certeza, agradece à empresa por esta parceria”.

SOBRE O PARQUE

O Parque dos Falcões possui hoje uma população de 380 animais atendidos, sendo que as aves de rapina (falcões, gaviões e corujas) formam a maioria absoluta. Eles consomem cerca de 140 quilos de carne por semana.

Um fato curioso é que a maior parte dessas aves chega ao Parque com algum tipo de deficiência, sobretudo físicas e neurológicas, provocada por ações humanas.

Mesmo com as deficiências, as aves são tratadas e, quando possível, devolvidas à natureza. De acordo com Ricardo Alexandre, o Parque dos Falcões é quem mais habilita aves para voltar ao meio ambiente. “98% das aves tratadas por nós voltam à natureza”, afirmou Alexandre.

No que diz respeito à reprodução desses animais em cativeiro, o Parque dos Falcões é o primeiro centro de tratamento da América Latina que já reproduziu 29 espécies de aves de rapina. Na sua maioria, são filhotes provenientes de aves com deficiência.



[ topo ]